Área do Associado Entrar
ACIANF sugere ao movimento "Mais Comércio" 72h para o prefeito apresentar novas regras

ACIANF sugere ao movimento "Mais Comércio" 72h para o prefeito apresentar novas regras

Empresários se reuniram no sábado e domingo com prefeito

Publicado em 05/04/2021

Na manhã desta segunda-feira, 05, a Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (ACIANF) promoveu uma reunião online, com cerca de 70 empresários dos mais diversos segmentos, que participam do movimento “Mais Comércio”, do qual estava prevista a abertura forçada de estabelecimentos comerciais e prestadores de serviço, a partir das 13 horas de hoje.

O presidente da ACIANF, Júlio Cordeiro, iniciou a reunião salientando ações promovidas pela entidade, para reduzir impactos causados pela pandemia, desde março de 2020 e importantes articulações para promover os interesses de seus 1.600 associados, inclusive junto ao poder público.

De acordo com o presidente da ACIANF, é muito delicado, neste momento, separar serviços essenciais e não essenciais, já que todos passam pela mesma dificuldade.

Além disso, Júlio Cordeiro fez um apelo a todos os presentes, para que não realizem a abertura de seus estabelecimentos, aguardem o posicionamento da prefeitura e também advertiu sobre os riscos da abertura forçada das empresas, contrariando a lei, como a cassação do alvará de funcionamento, multas e até mesmo uma possível reação negativa por parte da população, pelo descumprimento do decreto.

Alguns comerciantes presentes apoiaram a decisão da entidade e garantiram que vão aguardar o posicionamento oficial da prefeitura, acreditando que a conversa ponderada é o melhor caminho para a solução.

Na ocasião, Júlio também informou que a ACIANF, em conjunto com outras entidades representativas da cidade, está articulando a isenção de impostos às empresas, e citou reunião anterior com o prefeito Johnny Maycon, onde integrantes da Frente Empresarial e de Classe de Nova Friburgo (FEC NF) sugeriram que fossem adotadas diretrizes de cidades como Rio de Janeiro e Niterói, que determinam a abertura do comércio, com medidas de prevenção mais severas.

A ACIANF entende que dimensão do movimento “Mais Comércio” contribuiu muito para que o prefeito antecipasse as decisões e convocasse uma reunião excepcional com o Comitê Operativo de Emergência em Saúde (COE), às 17 horas de hoje, provavelmente para tratar do novo regramento da bandeira.

Também foram levantados assuntos como a importância de auxílio por parte do Governo Federal, que esse ano ainda não foi concedido às empresas, a vacinação no município e leitos do Raul Sertã ocupados por pacientes de cidades vizinhas.

O posicionamento da ACIANF é contrário ao fechamento total do comércio, e a mesma almeja que através do diálogo com a prefeitura, os estabelecimentos sejam reabertos, com novos regramentos de horário e medidas de prevenção severas, resultando numa diminuição do movimento de pessoas nas ruas.

Voltar