Área do Associado Entrar
Uso de máscaras: entidades do comércio apoiam novo decreto da Prefeitura

Uso de máscaras: entidades do comércio apoiam novo decreto da Prefeitura

Estabelecimentos e cidadãos que descumprirem determinação podem sofrer sanções

Publicado em 24/04/2020

SEXTA-FEIRA, 24 DE ABRIL DE 2020POR FERNANDO MOREIRA (FERNANDO@AVOZDASERRA.COM.BR)
https://avozdaserra.com.br/noticias/uso-de-mascaras-entidades-do-comercio-apoiam-novo-decreto-da-prefeitura

A Prefeitura de Nova Friburgo publicou na quarta-feira, 22, no Diário Oficial eletrônico, o decreto 545 que torna obrigatório no município o uso de máscaras - artesanais ou não - por todas as pessoas nos ônibus urbanos e veículos privados de transportes de passageiros (táxis e aplicativos), trabalhadores do serviço público e empresas privadas que desempenham suas atividades em ambientes compartilhados, além de indústrias e estabelecimentos comerciais com autorização para funcionar em meio a pandemia do novo coronavírus. A determinação vale também para os clientes de empresas e lojas. O novo decreto passa a valer a partir da próxima segunda-feira, 27.

Ainda de acordo com o decreto, ainda não há a obrigatoriedade do uso de máscaras para quem estiver circulando nas ruas, no entanto, o prefeito Renato Bravo recomenda à população que saia de casa apenas para atividades inadiáveis ligadas à alimentação, saúde e trabalho, utilizando máscaras, preferencialmente aquelas em tecido, conhecidas como as de barreira, dentro das normas das autoridades de saúde.

Os estabelecimentos que descumprirem o decreto estão sujeitos a notificação prévia e até mesmo o fechamento imediato. Já o cidadão infrator poderá ser responsabilizado por crime de infração de medida sanitária preventiva, previsto no artigo 268 do Código Penal Brasileiro. Segundo o prefeito Renato Bravo, as medidas são mais um esforço para conter o avanço da propagação do novo coronavírus em Nova Friburgo, que já soma 33 casos confirmados e duas mortes pela doença, de acordo com o último boletim divulgado, na quarta-feira, 22. O prefeito reforça ainda que as medidas poderão ser reavaliadas a qualquer momento, considerando a avaliação epidemiológica do município.

“Este é um momento muito delicado e precisamos do apoio e da união de todos para que, juntos, consigamos achatar a curva de crescimento da doença”, afirmou o prefeito Renato Bravo, que adotou a medida depois que cidades vizinhas como Teresópolis e Petrópolis, além da capital, terem decretado o uso obrigatório das máscaras.

Entidades apoiam novo decreto

Para repercutir o novo decreto assinado pelo prefeito Renato Bravo, A VOZ DA SERRA procurou as entidades que representam diversos setores da economia local, como a Associação Comercial Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (Acianf), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), o Sindicato do Comércio Varejista (Sincomércio) e o empresário Andre Montechiari, líder do projeto Unindo Nova Friburgo, um dos pioneiros no incentivo à produção e ao uso das chamadas máscaras de barreira.

“Considero que esta foi uma medida bem tomada no sentido de prevenção ao alastramento do coronavírus. Hoje, mais do que nunca, temos que atacar a prevenção a esta doença, através do uso obrigatório das máscaras a todos que trabalham no comércio e na indústria. Também precisamos dar continuidade nessa prevenção através de medidas como fechamento de praças, melhor ordenamento de filas em bancos e, como já foi feito, através da redução da gratuidade nos ônibus para idosos. Temos visto os governos muito focados em apagar incêndios, com a construção de hospitais de campanha, com custos altíssimos. Mas temos visto poucas medidas na prevenção à propagação da Covid-19. Acredito que esse decreto veio em boa hora, sobretudo em Nova Friburgo, que é um polo que tem condições excepcionais de produzir essas máscaras, com capacidade, inclusive, de vender para todo o Brasil. Apoiamos esse decreto e pedimos que outros nesse sentido de prevenção venham a surgir para que possamos flexibilizar o restante do comércio e da indústria que ainda não estão abertos”, declarou Julio Cordeiro, presidente da Acianf.

O presidente da CDL e do Sincomércio de Nova Friburgo, Braulio Rezende, também se posicionou de maneira favorável às novas recomendações: "Como ainda não há remédio ou vacina contra o coronavírus, nossa única opção é a prevenção. E já está comprovado que as máscaras funcionam como uma barreira para evitar o contágio da Covid-19. É fundamental que a população se conscientize sobre a importância das máscaras neste momento", disse.

O empresário André Montechiari, um dos idealizadores do projeto Unindo Nova Friburgo, que aposta na confecção de equipamentos de proteção individual (EPIs) como a solução para tirar o polo de moda íntima da crise, elogiou a medida, apesar de tardia, segundo ele: “Precisamos usar todas as forças no combate ao coronavírus. Sabemos que o uso obrigatório de máscaras é a forma mais eficiente e barata para se conter a curva da pandemia. Apesar de lamentar a demora do decreto, o polo de moda íntima se encontra pronto para esta demanda”, declarou.

Prefeitura vai comprar máscaras

Já na edição desta quinta-feira, 23, do Diário Oficial eletrônico do município, foi publicado o aviso de chamada pública 005/2020, para cadastramento de confecções sediadas em Nova Friburgo, para aquisição de máscaras em tecido, a serem distribuídas gratuitamente para uso pela população friburguenses e servidores públicos das áreas administrativas dos órgãos com fins à contenção do contágio através da Covid-19. As inscrições podem ser feitas entre à 0h desta sexta-feira, 24, até às 23h59 da próxima segunda-feira, 27, através do site http://novafriburgo.rj.gov.br/licitacaoView/?id=85, que também tem outras informações adicionais sobre a oportunidade. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (22) 2525-9174.

Cada confecção poderá fazer, no máximo, dez mil máscaras, sendo mil delas de tamanho P, outras mil tamanho M e oito mil tamanho G. A Prefeitura de Friburgo pagará R$ 2,50 por máscara, ou seja, cada confecção, poderá receber no máximo R$ 25 mil. A chamada é exclusiva para empresas de Nova Friburgo e pode contemplar, no mínimo, 100 confecções.

Cabe ressaltar que as inscrições serão feitas exclusivamente online, por ordem de inscrição. Caso esteja contemplada, a empresa deverá apresentar duas amostras pra análise. É preciso fazer o preenchimento do formulário e o upload dos documentos exigidos. As máscaras devem ter dupla camada e podem ser nas seguintes composições: 100% algodão - características finais quanto à gramatura: 90 a 110 g/m2 (usadas comumente para fazer lençóis de meia malha 100% algodão); 120 a 130 g/m2 (usadas comumente para fazer forro para lingerie); 160 a 210 g/m2 (usada comumente para fabricação de camisetas). Misturas para composição: 90% algodão com 10% elastano; 92% algodão com 8% elastano; 96% algodão com 4% elastano.

Voltar